Farmácia Queija Ferreira
29 Nov'16 | Porto

Farmácia Queija Ferreira

Foi num espaço amplo e moderno que o proprietário e diretor técnico, Carlos Pereira, recebeu a bastonária da Ordem dos Farmacêuticos para a visita à sua Farmácia Queijas Ferreira. Com seis postos de atendimento ao público diferenciados, a farmácia dispõe também de todas as condições para as atividades laboratoriais e de armazenamento, além de áreas para formação dos colaboradores e de gabinetes de atendimento personalizado e para consultas de nutrição ou podologia, por exemplo.

No "Gabinete de Boas Práticas”, como designa o diretor técnico, é prestado um serviço mais personalizado; em muitas ocasiões, para medição de parâmetros bioquímicos ou da pressão arterial, exemplifica Carlos Pereira.

Por ser uma das farmácias mais próximas da Torre das Antas e do Estádio do Dragão, tem entre os seus utentes elementos e funcionários da estrutura do F.C. Porto. Também o diretor técnico revela ser um apaixonado por desporto, em especial pelas artes marciais, o que depois se torna uma evidência aquando da passagem pelo seu gabinete, onde estão expostas várias medalhas, diplomas, fotografias e recordações da sua vida enquanto praticante de karaté.

A farmácia é por isso também um espelho do seu proprietário e diretor técnico. Sob a máxima "mens sana in corpore sano”, há uma preocupação partilhada pela equipa com a promoção da saúde e a adoção de estilos de vida saudáveis, que se reflete não só no contacto com os utentes como no próprio ambiente da farmácia, que oferece conforto, promove o relaxamento e a distribuição de eventuais aglomerados de utentes em determinados períodos do dia.

É também com satisfação que o diretor técnico destaca a disponibilização de estágios profissionais a jovens farmacêuticos, participando assim no processo de transição da vida académica para o mercado de trabalho. Na data da visita da bastonária, a farmácia acolhia uma farmacêutica estagiária francesa, numa iniciativa que resulta de um acordo firmado ao abrigo do programa Erasmus. Neste domínio, Carlos Pereira manifestou-se também preocupado com as condições salariais que são oferecidas neste momento aos farmacêuticos e que, no seu entender, não dignificam as suas importantes funções no sistema de saúde.

Em conversa com a bastonária e com o membro da Direção Nacional da OF, João Almeida, o diretor técnico referiu-se ainda ao tema da prescrição eletrónica desmaterializada, reconhecendo os benefícios da automatização de processos, mas mencionou alguns problemas informativos e de comunicação que afetam o dia-a-dia da farmácia. A bastonária falou sobre o trabalho que tem sido desenvolvido pelos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS) nesta área e destacou a colaboração com a OF para o acesso dos farmacêuticos à Plataforma de Dados em Saúde (PDS).

Outros Locais Visitados

29 Nov'16 | Porto Farmácia das Antas